sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

Preste atenção na raiva e veja um milagre

O único problema com a tristeza, com o desespero, com a raiva, com a falta de esperança, com a ansiedade, com a angústia, com a infelicidade, é que você quer se livrar dessas emoções. Essa é a única barreira.


Você terá de conviver com elas. Não pode fugir, simplesmente.

Elas são situações nas quais sua vida tem de se integrar e crescer. São desafios da vida. Aceite-as. Elas são bênçãos disfarçadas. Se você fugir delas, se quiser se livrar delas de algum jeito, você criará problema – pois, quando quer fugir delas, você não olha para elas diretamente.

Uma estrela da Broadway estava visitando alguns amigos quando, como de costume, a conversa começou a girar em torno da psiquiatria. "Devo dizer", disse a anfitriã, "que o meu analista é o melhor que existe! Você não pode imaginar o que ele fez por mim. Você tem de conhecê-lo".

"Mas eu não preciso de analista", disse a estrela. "Eu não poderia ser mais normal – não há nada de errado comigo". "Mas é simplesmente fabuloso", insistiu a amiga, "ele encontrará alguma coisa errada em você".

Existem pessoas que sempre encontrarão alguma coisa errada em você. O segredo da profissão delas é descobrir o que há de errado em você. Elas não podem aceitá-lo como você é; elas dão a você ideais, ideias, ideologias, e farão com que se sinta culpado, uma pessoa imprestável, sórdida.

Elas farão com que você se sinta tão condenável, aos seus próprios olhos, que você esquecerá tudo sobre liberdade.

Na verdade, você passará a ter medo da liberdade, pois verá o quanto você era ruim, o quanto estava errado – e, se for livre, você acabará fazendo alguma coisa errada, então é melhor seguir alguém. O padre depende disso, o político também. Eles mostram a você o certo e o errado, ideias fixas, e então você passa a viver com culpa para sempre.

Eu digo a você: não existe nada que seja certo e nada que seja errado.

Se você está com raiva, o padre lhe dirá que isso não está certo, você não pode ficar com raiva. O que você faz, então? Você pode reprimir a raiva, sentar-se sobre ela, engoli-la, literalmente, mas ela continuará em você, no seu organismo.

Engula a raiva e você terá úlceras no estômago; engula a raiva e, mais cedo ou mais tarde, você terá câncer. Engula a raiva e você criará um milhão de problemas, porque a raiva é venenosa. Mas o que você faz? Se está errado, você engole.

Eu não digo que a raiva seja errada, eu digo que a raiva é energia – energia pura, uma bela energia. Quando ela irromper, preste atenção e veja um milagre acontecendo. Quando ela irromper, preste atenção e, se fizer isso, ficará surpreso; você terá uma surpresa – a maior da sua vida: descobrirá que, se prestar atenção nela, ela desaparece.

A raiva é transformada. Ela vira energia pura; vira compaixão, vira perdão, vira amor. E você não precisa reprimi-la, por isso não terá de levar consigo esse veneno. E você não ficará com raiva, por isso não ofenderá ninguém.

Ambos são salvos: o outro, o objeto da sua raiva, e você mesmo. No passado, ou o objeto da raiva estaria sofrendo ou então você.

O que eu estou dizendo é que não é preciso que ninguém sofra. Basta que você preste atenção, fique consciente. A raiva surgirá e será consumida pela consciência. A pessoa não pode ter raiva se está consciente, não pode ter ganância se está consciente e não pode ter inveja se está consciente. 

A consciência é a chave de ouro.

Osho, em "Emoções: Liberte-se da Raiva, do Ciúme, da Inveja e do Medo"


Leia mais: http://www.palavrasdeosho.com/search?q=inveja#ixzz2pO1RdVPg

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Heróis
















domingo, 25 de agosto de 2013

Honestamente

Aceitar a dor assim como ela é

Primeiro tente entender o que significa a expressão “aceitação daquilo que é”. Buda depende muito dessa expressão.

Na linguagem dele, a palavra é tathata, aceitação daquilo que é. Toda a orientação budista consiste em viver essa palavra, em viver com essa palavra com tamanha profundidade que a palavra desaparece e você se torna a aceitação daquilo que é.

Por exemplo, você fica doente. A atitude de aceitação daquilo que é consiste em aceitar a doença e dizer a si mesmo, “Tal é o caminho do corpo” ou “É assim que as coisas são”. Não lute, não comece a travar uma batalha.

Depois que aceitar, depois que deixar de reclamar e parar de brigar, a energia passa a ser uma só por dentro. A ruptura se desfaz e muita energia passa a ser liberada, pois deixa de haver conflito e a própria liberação da energia passa a ser uma força de cura.

Algo está errado no corpo: relaxe, aceite isso e simplesmente diga para si mesmo, não só com palavras, mas sentindo profundamente: Tal é a natureza das coisas.

O corpo é um conjunto, muitas coisas se combinam nele. O corpo nasce e está propenso a morrer. Trata-se de um mecanismo complexo e há toda a possibilidade de uma coisa ou outra sair errada.

Aceite isso e não se identifique. Quando aceita, você fica acima, você transcende. Quando luta, você desce para o mesmo nível. Aceitação é transcendência. Quando aceita, você fica sobre uma colina e o corpo é deixado para trás.

Você diz, "Sim, tal é a sua natureza. O que nasce tem de morrer e, se tem de morrer, às vezes fica doente. Não é preciso se preocupar tanto" — fale como se isso não estivesse acontecendo com você, só acontecendo no mundo das coisas.

Esta é a beleza: quando não está lutando, você transcende e deixa de ficar no mesmo nível. Essa transcendência torna-se uma força de cura. De repente o corpo começa a mudar.

O mundo das coisas é um fluxo; nada é permanente ali. Não espere permanência! Se esperar permanência neste mundo onde tudo é impermanente, você provocará inquietação.

Nada pode ser para sempre neste mundo; tudo o que pertence a este mundo é momentâneo. Essa é a natureza das coisas, a aceitação daquilo que é.

Se você relutar em aceitar um fato, viverá o tempo todo na dor e no sofrimento. Se aceitá-lo sem nenhuma queixa, não num estado de impotência, mas de compreensão, trata-se de aceitação daquilo que é. Dali em diante você deixa de ficar preocupado e não existe mais problema.

O problema surgiu não por causa do fato, mas porque você não o aceitava da maneira como estava acontecendo. Você queria que ele seguisse os seus pensamentos.

Lembre-se, a vida não vai seguir você, você é que tem de segui-la. Com má vontade ou com alegria, a escolha é sua.

Se você seguir com má vontade, sofrerá. Se segui-la com alegria, você se tornará um buda e a sua vida se tornará um êxtase.


Osho, em "O Livro do Viver e do Morrer: Celebre a Vida e Também a Morte"


Leia mais: http://www.palavrasdeosho.com/search?updated-max=2013-02-04T16:58:00-08:00&max-results=3#ixzz2cxWzCu86

sexta-feira, 22 de março de 2013

Egos

A gente guarda muita chateação, mas segue em frente. Segue principalmente porque honestamente toma atitudes,  que parecem simples, mas que demandam muito sofrimento, muitos sonhos deixados pra trás, muita amizade deixada pra trás. Principalemnte porque fica difícil manter amizades unilaterais e que esquecem o passado e que não parecem mais confiáveis  e importantes como pareciam ser. Imagino quantos segredos ainda guardo e quanto dos meus foram anunciados no jornal, quantos viraram piadas e motivo de chacota. Imagino quantos inimigos viraram amigos dos amigos e quanta bobagem foi dita... mas depois de escrever e refletir surgiu uma alegria por perceber que me mentive íntegra e honesta e no final isso é o mais importante, pelo menos pra mim.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Tipografias de Star Wars - Pôsters "O império contra-ataca"


As artes com tipografias estão na moda e não é difícil achar pôster com letras e frases estilizadas formando imagens por aí. Seguindo a tendência, o designer Pete Ware, de Gosport, na Inglaterra, fez cinco pôsters inspirados em Star Wars com algumas de suas frases e personagens mais icônicos.

Os pôsters consistem em frases marcantes do Episódio V – O Império Contra-Ataca estilizadas de maneira a formarem o personagem dono da respectiva frase. Dentre as imagens produzidas pelo pelo designer estão tipografias com Darth Vader, Boba Fett, Luke Skywalker, Han Solo e Yoda e as frases você pode conferir nas imagens acima e no final da postagem.
Os pôsters estão à venda na loja de Pete na Etsy, a 17th and Oak , pelo valor de £ 30,00 cada com frete grátis para o Brasil! 




Via

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Incríveis ilustrações de Senhor dos Anéis em estilo vitral


E  artista Jian Guo recriou várias cenas do épico Senhor dos Anéis em painéis vitral. O resultado ficou pra nenhum fã botar defeito.






quinta-feira, 9 de agosto de 2012

???

Respostas, procuramos por respostas, mas a grande maioria delas não vêem à tona, nem dão as caras. Dúvidas que nos perseguem por toda uma vida, que nos tiram o sono que nos amargam. Será que Robert Happé está certo e devemos só ouvir a voz do coração? Porque dúvida é coisa do cérebro, do consciente não do espírito. Dizem por aí que temos todas as respostas, que elas estão dentro de nós, eu temo que algumas nem autópsia as encontre. Quem somos? De onde viemos? Essas são as mais primordiais e comuns, nem ligo pra essas aí... queria mesmo é saber sempre qual estrada escolher, qual caminho? ... o que me faz lembrar a frase "Quer ser universal? Cuida do teu quintal!"

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Filmes famosos viram desenhos nas ilustrações de Ïve Bastrash

O ilustrador canadense gosta de cinema e de baralho, então resolveu desenvolver trabalhos nestas duas vertentes. Além dos pôsteres que aparecem neste post ele desenvolve cartas de baralho especiais e outros desenhos inspirados pela cultura pop.

Ïve Bastrash tem uma coleção inteira de ilustrações onde recria cartazes de filmes bastante conhecidos e transforma os atores através de seu traço. O resultado final é bem divertido e prova que vale a pena a visita em sua página no Deviant Art  para conhecer todo o seu trabalho.

cinema cartoon exterminador

cinema cartoon cacadores da arca

cinema cartoon aliens

cinema cartoon hellboy

cinema cartoon batman 2

cinema cartoon beetlejuice

cinema cartoon blade runner

cinema cartoon freddy jason

cinema cartoon cavaleiro

cinema cartoon chucky

cinema cartoon alien 4

cinema cartoon fundo do mar

cinema cartoon lagoa negra

cinema cartoon planeta dos macacos

cinema cartoon quinto elemento

cinema cartoon rocky horror

Fonte: The Geeky Nerfherder