quinta-feira, 30 de abril de 2009

Um MP3 Player para lembrar do passado


Pensando um pouco neste passado, alguns designers italianos lançaram o NVDRS Tape, um MP3 Player que parece muito com uma fita K7. O mais curioso, é que para recarregá-lo você só precisa rebobiná-lo com os dedos ou uma caneta, exatamente como era feito antigamente com as tradicionais fitinhas. Um tanto chato para quem está acostumado com a praticidade, mas extremamente divertido para quem é nostálgico.

Ele está disponível em três capacidades, assim como antigamente: 45, 60 e 90 minutos.

Via RaveRant

Os humanos estão entre nós!

Prpopagando legal bem no estilo das revistas de terror e ficção dos anos 60!



[Sci+Fi3.jpg]

[Sci+Fi2.jpg]

[Sci+Fi.jpg]

domingo, 26 de abril de 2009

6º Congresso Paulista da Foto

Bom este post está um pouco atrasado, mas este mês tem sido bem corrido, então demorei pra postar sobre como foi o congresso de foto que aconteceu no dia 14 e 15 de abril. No geral foi bem interessante, eu nunca havia ido a congressos de fotografia, achei que a temática fosse a fotografia puramente, mas o evento é muito mais voltado pra negócios, bom isso porque ele é filho da revista Fhox e ela tem essa temática. Bom gostei do evento, mas o valor pago foi muito salgado pelo que tivemos em troca.



A primeira palestra foram dos Candenses fotógrafos de casamento Jennifer e Stephen Bebb, que estão entre os 10 melhores do mundo. Eles são simples e simpáticos e as fotos deles são maravilhosas, só fotografam para gente com muita grana porque cobram muuuuito caro, quando digo caro estou dizendo que o último casório custou aos pobres noivos a bagatela de 35 mil dólares. Afê! Bom tecnicamente as fotos são lindas porque eles têm muita sensibilidade para captar os momentos certos, eles também levam os noivos pro meio da rua, pra lugares que na minha opinião contrastam com a delicadeza do momento e deixam as fotos muito boas. Eles fizeram um suspense todo para mostrar um novo produto criado por eles, e eu achando que era a novidade do século, bom as novas câmeras digitais top de linha adicionaram o recurso de video e eles sacaram nos eventos que podiam gravar alguns momentos e montaram o que eles chamam de Fusion, que nada mais é um video editado que mistura tudo foto, video e áudio... estão inclusive vendendo DVDs ensinando a fazer. Aqui já está bem famoso criar o que chamam de Slideshow (o que pra mim é video), o produto deles é igual, mas feito com toda a sensibilidade. O resultado é muito bom, quase um clip feito por hoolywood...rs. Eu achei maravilhoso, mas ele é bem fotografado, bem filmado, bem editado... e ai está o diferencial o bom gosto. Quem quiser assitir tem acessem este link... no início do video eles se apresentam e lá pelos 1m20seg vc assiste um Fusion na íntegra. Lembrando que a cultura nos países da América do Norte é diferente, lá em alguns casamentos os noivos escrevem seus votos e sempre alguém faz um discurso, neste video de exemplo, tem os votos e o pai da noiva que faz um discurso e eles mantém o áudio durante o vídeo. Bem bonito e sensível.



Cai de paraquedas ao lado deles, alguém achou que eu queria tirar uma foto, eu disse sim né...rs, esses são os canadenses.








Bom, depois da palestra dos gringos eles dão 5 horas pra você almoçar e visitar a feira... muito tempo pelo tamanho da feira e eu não como tanto assim...rs. De volta às 16h, deram pouquíssimo tempo para os brasileiros Renata Xavier e Leandro Lucas, que têm o trabalho similar na qualidade das fotos, aos do canadenses, mas os organizadores do evento resolveram colocar os gringos num altar bem alto. A Renata Xavier vem da área de fotojornalismo (quero dizer de jornal mesmo), de editoriais, então tem um olhar bem bonito para captar as imagens, eles também fotografaram famosos e são do Rio de Janeiro, mas tiveram pouquíssimo tempo pra falar. Em resumo disseram que os fotógrafos têm que valorizar o trabalho e cobrar o valor devido (cobrar caro mesmo).

Na sequência outra palestra relampago sobre
Sala de vendas, com o Ricardo Hara. Jeito de tímido, mas extremamente comunicativo e ótimo contador de "causos" ao contar sua trajetória de adolescente que engravidou a namorada e teve que casar à proprietário de 2 estúdios que valem cerca de 400 mil reais, um deles no bairro dos jardins no prédio de um mercadinho onde coincidentemente ele trabalhou quando adolescente. Quase um "gente que faz", mas ele tem um olhar interessante pros negócios e realizou muita coisa por isso. O legal que achei do estúdio é uma área que existia e não servia pra muita coisa, eram paredes e ele ao ver uma exposição de fotografia teve a idéia de que quando os clientes voltassem para ver as fotos, veriam suas fotos numa exposição, em suportes de acrílico (me pareceu) e em formatos bem grandes. Boa sacada pra vender. Ah ele também possui outro estúdio na Móoca com outro público alvo, mas com a mesma qualidade no serviço. O site dele www.ricardohara.com.br.

Bom depois foi meio chato pra mim, Juliana Lery e Carlos Serapião falaram sobre seu site e de como foi elemento principal para as vendas, mas como venho dessa área de design, não rolou muito informação nova e não acho que o site deles seja o melhor dos melhores, embora funcional pra eles, não desmerecendo o trabalho de fotografia que é bem interessante, só me incomoda as fotos do site misturarem os casamentos, como eles contam histórias acho que têm que ser sequênciais... enfim...rs.

Ah detalhe, eu também não sabia quando me inscrevi, que o evento seria 90% voltado para casamentos... paciência.

No final um bate-papo sobre blog do fotógrafo, também não foi muito novo e acho que a discussão não foi muito proveitosa (pra mim novamente), estavam na roda Andreson Miranda, Mark Ridout e Patrícia Figueira todos com famosos blogs. A Patricía acho que estava nervosa e ai invés de responder a primeira pergunta que foi feita discurssou sobre o tema sozinha, acho que tinha se programado pra falar aquilo tudo de uma vez...rs. Bom ela falou num tom meio revoltado, mas não falou nenhuma inverdade e acho que só ela falou sobre o tema mais profundamente, coisa talvez, porque ela esteja mais envolvida na área de internet e entende um pouco de como funciona os mecanismos de busca e o famoso SEO, mas a discussão não poderia ir pra esse lado mais técnico porque o público não ia seguir, mas fica claro pra mim que o sucesso do blog é a facilidade de atualização e que justamente esse público não técnico, consegue deixar seu portfolio sempre em dia o que facilita os negócios.

No fim teve um coquetel, uma festinha pra encerrar o primeiro dia, bom eu estava sozinha então a festinha foi meio chata, e não só por isso, como disse antes o valor não valeu o que foi passado. Eu não fui lá pra festinha, mas se resolveram fazer que fossem mais competentes, tinha cerveja, refrigerante, salgados que sumiam em 10 segundos, caipirinhas ... e de repente entra uma bandinha estilo fanfarra, que é bem legal, mas não pra uma festa assim... sem comentários. Não tô reclamando dos comes e bebes, que era suficientes para todos, mas sim do que ocorreu o evento inteiro... o clima imposto pelo mediador e pelo visto o dono da bola, um tal de Carlos, que ao dizer no auditório que teria uma festa, disse que não iria ter cerveja nem comida pra todo mundo, o que fez as pessoas ficarem aflitas na festa por conseguirem beliscar algo. Ele tratou, todos os profissionais que estavam lá e pagaram pra asisitir, mal. Ele e o jornalista, que também mediava, humilharam pessoas mais simples que faziam perguntas mais simples, mas pagaram igual à todos para estarem lá, eles regionalizou o trabalho de fotografia como se cada estado fosse melhor ou pior. Ele é mal educado e deveria se afastar do microfone porque falava como se estivesse fazendo um favor a todos nós. Cara insuportável conseguiu dar ao evento uma péssima impressão.

Bom foram dois dias, depois posto o que aconteceu no segundo dia. Pra quem não foi saber o que tem de novo por aí!

Até mais.


Diário em Pixel - 11 abril 2009

Diário em Pixel - 10 abril 2009

Diário em Pixel - 09 abril 2009

Diário em Pixel - 08 abril 2009

Diário em Pixel - 07 abril 2009

Diário em Pixel - 06 abril 2009

Diário em Pixel - 05 abril 2009

Diário em Pixel - 04 abril 2009

Diário em Pixel - 03 abril 2009

sábado, 25 de abril de 2009

Um Relógio 35mm para Amantes da Fotografia!

por Dado Ellis

clock-35mm

Se você é maluco por fotografia, pode matar as saudades dos velhos filmes 35mm com o relógio Film LCD Clock.

O Film LCD Clock tem calendário e marca as horas, minutos e segundos numa tela LCD vermelha.

O relógio 35mm mede aproximadamente 210 x 170 x 100 (mm) e custa US$53 na Homeloo.

Korea University | Get the native tongue

korea_university_1

Para promover o curso intensivo de línguas estrangeiras da Korea University, a Diamond Ogilvy (Seoul), criou um 'cartaz caixa' com imagens de estrangeiros com a língua destacável de fora.

A intenção é de que as pessoas passem pelos cartazes e retirem os folhetos, em forma de língua, e conheçam melhor sobre os cursos de linguagem de cada país.

korea_university_acao

Na verdade a brincadeira foi meio previsível ("Conheça a língua nativa") usando a imagem de uma língua de verdade. Mas, com certeza, deve ter chamado a atenção e feito muita gente pegar o folheto e ter contato com a mensagem que eles queriam transmitir.

Impressora usa borra de café como tinta




impressora_riti_2



Com a tinta para impressoras custando mais do que champanhe de primeira linha, o que não falta e é gente buscando alternativas mais em conta para fazer seus prints. A última novidade (ou esquisitice mesmo) é a impressora que usa café como tinta.

A RITI Coffee Printer, apresentada durante o Greener Gadgets Design Competition, é obra do designer coreano Jeon Hwan Ju. Encaixando a borra de café no topo da impressora, o resto é transformado em tinta. Além de economizar dinheiro, você vira um amigo da natureza, reciclando café e não utilizando tintas pré-fabricadas.

Como nenhuma página impressa foi divulgada, a gente duvida um pouco da capacidade da impressora, que ainda precisa de uma "mãozinha" para funcionar (leia-se "você terá que ficar movendo a borra de um lado para o outro"). Mas, como recicladora, a idéia agrada.

A impressora ainda não tem data de lançamento e está concorrendo com outros 49 produtos o prêmio de melhor Gadget ecológico. Vale a pena dar uma checada no site.

Esporte e design


Criatividade e preocupação com o meio-ambiente marcam o mobiliário criado por Pierre e seu sócio Gil. A loja californiana Skate Study House, conforme o nome sugere, produz móveis com materiais reciclados tendo como temática os elementos do universo dos skatistas.

A influência para montar a loja veio do Case Study House, um projeto que reuniu arquitetos e designers, desenvolvido em Los Angeles e que construiu cinquenta habitações com um mobiliário diferenciado. Dizem que foi ali que nasceu a idéia do que chamam "cool"... E aí que os rapazes do Skate Study se inspiram para unir o hobby do esporte com a inovação do design.
O site traz mais fotos das peças e outras informações. O endereço é www.skatestudyhouse.com
Tanto para quem gosta de skate quanto quem curte design, um prato cheio!

Nuvem guarda-chuva.

Cloud Umbrella.



Bom, a imagem explica tudo, você infla o guarda-chuva com uma "bomba" que fica no cabo e ele vira uma nuvem.... não sei se funciona, mas é muito legal...rs.


Fonte: http://www.joons.co.kr/bbs/board.php?bo_table=Portfolio_living&wr_id=12&page=

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Stefhany superstar



Mais um lindo video clip que ganha o prêmio "Esse merece". A globalização e a inclusão digital é uma mãe! Pra quem não sabe (espero que ninguém) essa música é versão da trilha do filme "As branquelas", originalmente se chama "Thousand Miles" http://www.youtube.com/watch?v=pnkvhi1XOR8.

Ai como eu me divirto...uahuahauhauah.

sábado, 11 de abril de 2009

Móvel lindo



Madeira aquece (ok, nesses dias de calor selvagem em SP não precisamos de mais calor...) qualquer ambiente. Quando bati os olhos nesta peça criada pelo designer Tunico Lages, parei. Além de achar que ela poderia aquecer qualquer ambiente, também tive a sensação de que essa mistura de cores é mais do que oportuna em dias de pensamentos cinzentos. O mais legal do móvel, porém, é o fato de os blocos de madeira "morta" (reaproveitada de sobras da natureza) que compõem as gavetas serem maciços. Nada de lâminas de madeira. Impressionante, não?

Fonte: http://casadachris.uol.com.br

Itubaína retrô

Itubaína retrô


O universo retrô é uma febre mundial e mostra a sua influência até mesmo nas embalagens de bebidas. A Itubaína, que já tem aquele gostinho de saudosismo da infância, agora terá uma versão que revive a nostalgia da década de 50 com um visual moderno e calcado no dias atuais.

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Luvas para namorados

Pra você que curte um friozinho, precisa aquecer suas mãos e não quer ficar sem sentir o calor humano de seu namorado(a), seus problemas acabaram! Essa luva super "bacana" está à venda neste site (clique e confira) e você pode adquiri-la por $24.49. Excelente aos casais que estão na fase "chiclete".

Luvas de designer brasileiro imitam cursor de mouse



As mulheres, cada vez mais, estão invadindo o mundo da tecnologia. Na Campus Party deste ano, por exemplo, 35% da população nerd é feminina – sem contar as modelos e coelhinhas da Playboy que embelezam os estandes e paralisam os outros 65%.

Em tempos de dominação feminina perante as máquinas e homens, fica a cruel dúvida: se tudo continuar do mesmo modo, o que acontecerá com as atividades domésticas?

Sobrará para você, campeão. E para pegar o bolo no forno com estilo, enquanto sua esposa navega pela internet, use esta Click Kitchen Grip. Apesar do nome gringo, quem desenhou foi um brasileiro, o designer de produtos Anderson Horta, de Belo Horizonte, Minas Gerais.

"A idéia surgiu de brincar com o mundo virtual no real. Do tipo, 'como seria bom se desse um Ctrl+Z na vida'", explicou o dono da obra.

Gostou? Cada luva custa R$ 24,80, mais o valor do frete, no Bazar Design. Agora só falta aprender a cozinhar de verdade. Até lá, peça uma 'mãozinha' para a mulher da casa. Ok, esta foi péssima.