sábado, 31 de janeiro de 2009

Mofolândia

O tempo, lógico, não volta mais... mas a gente guarda muitas coisas do passado. A maioria das pessoas devem guardar lembranças na mente mesmo, eu sempre fui dada a guardar quinquilharias...rs. Hoje sei que 99% delas a gente nunca mais vai usar, é mania, mas outras a gente guarda toma conta e elas só têm grande importância pra nós mesmos. Muitas vezes são coisas bem simples, sem sentido pra todo mundo... um rabisco no papel, um salzinho do restaurante, uma fotografia ruinziha toda tremida daquelas que só vc sabe quem está na foto, referências de design (essas não têm fim)... bom a lista, é melhor párar por aqui... mas este assunto é só pra postar uns desenhos da época da Universidade, alguns das aulas, outros como "prova de que eu vou conseguir"...rs.



Essa é a tal "prova de que eu vou conseguir", as referências: fotografias do tio tomé e do Guga! Bom não sou nenhuma chinesa que fica na 7 de abril...rs, mas eu consegui!!


Sofrével Audi... torto e "malacabado", mas deu um trabalhão. Um aleluia a inveção do lápis aquarelável BRANCO!


Uma aquarela, com cara de Guache...rs.


Esse foi de ímpeto, talvez o início dos trabalhos mórbidos.... buuuuu! Mas até que ele esboça um sorriso.


Ah esse era pra aula, tinha que ser feito com lápis de cor... eu fui só fazer uma base com o grafite e não resisti terminei ele assim mesmo, mas no fim das contas tive que refazer colorido... depois eu posto o colorido.


"Prova de que eu vou conseguir - Dois a revanche"! Esse é uns dos prediletos... não empresto, não dô. Um dia ele vai para a parede de algum lugar especial. Ok! Ele também está torto...rs.


Aquarela... não gosto, mas a lembrança é da fala do professor que disse: "Gostei dos pés!!". Huahuahaha... pior que ele tem razão é a única parte que está boa.


Aquarela, este é também da lista dos prediletos... porque um dia vou fazer o par dele... um dia!

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Stop Motion



Her Morning Elegance / Oren Lavie

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Pinturas uii

Criando coragem pra postar a minha série de pinturas, são mórbidas, sim eu sei, meu trabalho às vezes é bem moribundo...rs, eu também sei, mas essas em especial são importantes pra mim. Que medo!!

Tinta óleo - 40x50 cm - Sim! Elas são P/B.



Palavra em Prisma 2008

Este dois desenhos foram feitos para o Projeto Palavra em Prisma, o primeiro para a capa e o segundo para ilustrar o poema "Juras de Amor", não foram escolhidas, mas mesmo assim adorei fazê-los. A capa ficou em 5º lugar e a ilustração sei lá em que lugar...rs. Mas fiquei feliz porque entraram vários trabalhos do pessoal do grupo... um desenho do Alê, uma xilo do César, uma colagem do Antônio e um desenho do Sérgio! Parabéns à todos... bem atrasada, diga-se de passagem... mas só pra registrar...rs.



quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Raio 2009



Depois de inúmeras tentativas. Como chovia muito e por todos os lados, era impossível prever os raios... quase desistindo, consegui capturar um, a foto não ficou das melhores, mas como, desde criança, sempre adorei olhar a chuva... conseguir congelar este momento significa bastante...pra mim...rs.

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Fechado pra balanço

2008 acabou, na verdade acabou mesmo de acabar... minha insônia não muda e nas primeiras horas de 2009 aqui estou escrevendo. Entrei o ano bem acordada e fiz questão de estar bem sóbria...rs, um gole de champanhe apenas. Eu queria ver os ponteiros do relógio mudarem clara e calmamente. Nem aquela vontade de chorar sem motivos que me dá todo ano não aconteceu, talvez porque tenha sido um ano difícil, mas gratificante. Neste ano na mesma medida que coisas boas aconteceram, vieram as ruins. Foi o ano das reviravoltas e surpresas. Descobri muitas coisas sobre mim e isso é exatamente bom e ruim, se conhecer melhor pode ser uma grande contradição. Neste ano tive a certeza de que sempre fui mais velha que minha idade dizia, mas hoje, já ficando "tia", estou ficando muito mais jovem do que quando realmente era... Descobri que o mundo está ficando egoísta demais e que odeio o egoísmo e seus adeptos... Descobri que minha vocação para servir é vocação mesmo, mas com consciência é só aprender a dizer não e nem dói tanto assim dizer... Descobri que SEMPRE, SEMPRE mesmo, temos escolhas, mas que nosso ego e orgulho não nos deixa acertar o caminho... Descobri que quando amamos é para sempre sim, mesmo que o relacionamento acabe e quando acaba a gente sente uma dor que nem dá pra descrever e que provavelmente vá durar para sempre. Porque o tempo não volta e porque amar não tem nada de racional... Descobri que tem muita gente que não me admira, não me respeita, apenas sente medo de mim...rs, e isso é estranho demais... Bom mas também aprendi muita coisa, ganhei muita coisa, nada material, mas de experiência de vida. Coisas que me são muito preciosas e importantes... Tenho certeza hoje, que somos 100% responsáveis pelo que nossa vida pode se tornar e que se você idealizar algo com muita força de alguma forma isso vai se concretizar, no momento certo, não no momento certo pra nós é claro, mas vai acontecer, este ano se concretizaram muitos destes pensamentos idealizados...Falo muito menos o que acho do que antes, embora hoje posso entender melhor o que percebo, ser sincero demais não é prudente. Não é uma vida sincera que todos buscam, é apenas fantasiar viver o que não se é, o que não se pode ser, o que talvez nunca vá se alcançar e o pior é descobrir que viver assim não satisfaz apenas frustra, mas não vamos perder a esperança..rs... O que mais me assutou em 2008 foi ter percebido o quanto culpamos os outros por nossas limitações, como que quase como um senso comum, repetirmos isso o tempo todo como um mantra "do problema é seu e não meu"... Me decepcionei demais com pessoas que julgava honestas e que eu admirava e confiava... mas ao mesmo tempo pude ganhar uma melhor percepção sobre as pessoas e suas idéias mirabolantes para sobreviver... Enfim foi um ano de muitas alegrias e de recuperação de feridas que foram abertas que ainda não foram totalmente curadas, talvez nunca serão...mas foi acima de tudo o ano em que mais aprendi, evolui nessa vida. Que venha 2009, mas que não seja tão passional como 2008, nem tão doído como 2007 e nem tão esperançoso como 2006!